San Patrignano é uma comunidade, criada em 1978, na Itália e acolhe aqueles que sofrem de dependência química e da marginalização social, e possui os maiores índices mundiais de sucesso na causa.

O projeto apoia os alunos a encontrarem mais uma vez o seu caminho oferecendo-lhes, além da oportunidade de aprenderem e se desenvolverem em mais de 50 cursos existentes na comunidade (marcenaria, culinária, açougue), um programa de reabilitação individual, no qual o convivente ganha responsabilidades de acordo com sua evolução, gerando o sentimento de “sentir-se útil” para si e para os outros.

Hoje, o projeto opera com o apoio de 109 voluntários e 313 colaboradores. O índice de sucesso é de 72%, ou seja, das 25 mil pessoas que já passaram pelo projeto, 18 mil conseguiram se reintegrar efetivamente na sociedade, passando a acreditar neles mesmos.