A Fazenda

Localizada a 45 minutos de São Paulo, nossa fazenda localiza-se em Araçariguama, no km 50 da Rodovia Castelo Branco.
O terreno tem cerca de 80 mil metros quadrados e possui toda a estrutura necessária para receber nossa primeira turma de alunos. Por se tratar de uma antiga pousada, já possui quartos, refeitório, cozinha industrial, espaço para lazer, entre outras muitas coisas.
Buscando aproveitar o espaço da melhor maneira possível, estudamos, junto com o Curare, o melhor design para o desenvolvimento das nossas atividades. No primeiro ano, vamos iniciar as operações com a construção de uma agrofloresta com o plantio de hortaliças, jardim de medicinais, agroecossitema (arroz, pato e peixe) e galinhas.
Além de todas as atividades da rotina dos nossos alunos, o espaço também conta a estrutura necessária para que cada um consiga receber o atendimento do programa autentico terapêutico individual.

Design Fazenda

1, 2 e 3- Agrofloresta

Nesse sistema da agroflorestal, o plantio de eucalipto (matéria-prima de marcenarias e da indústria de papel e celulose) divide espaço com outras culturas: frutas, cogumelos e hortaliças (alface, couve e rúcula). Essa estrutura florestal favorece a produção de espécies que precisam de sombra para se desenvolver, como banana, limão-cravo e erva-mate.

Existe ainda, no terreno uma área inclinada, na qual serão cultivadas frutas consorciadas à mandioca, pois exigem menor cuidado e pouca frequência de visita. Nessa área teremos plantio de abacaxi, acerola, caqui, lichia, tamarindo, entre outras.

4 – Agroecossistema ARROZ-PATO-PEIXE

Um Agroecossistema é um sistema produzido pelos humanos que visa o autosuprimento de suas necessidades. Como em nosso terreno há uma grande área encharcada, será possível o cultivo de arroz consorciado com pato e peixe. Esse sistema complexo garante redução de insumos externos e de manejo, aumento no rendimento e na produtividade, além do reestabelecimento de funções ecológicas.

5 – Porcos

A criação de porcos caipira está presente na maioria das propriedades de agricultura familiar. Está associada à subsistência dessas famílias, por meio do consumo da carne, da banha e da venda do excedente. Na fazenda, a criação de porcos também será de grande valia para alimentação dos nossos moradores.

6 – Galinhas e galinheiro

As galinhas, além de produzirem ovos, carne e esterco, necessitam de um manejo diário, atividades que se enquadram bem com a nossa proposta. Teremos criação de carijó e rhode. A raça carijó destaca-se por apresentar boa carne e ser poedeira. Já a rhode possui boa postura para ovos.

7 – Cogumelo Shitake

A plantação de cogumelo vem ganhando destaque entre os agricultores por ser um produto que demanda pouco investimento inicial, facilidade de cultivo e retorno financeiro. O cogumelo shitake ocupa, no Brasil e no mundo, a segunda posição dentre as variedades mais consumidas, atrás apenas do champignon. O objetivo é esse cultivo ser comercializado e contribuir para a renda da Fazenda.

8 – Chinampas

São ilhas ou penínsulas artificiais criadas escavando áreas alagadas e usando o solo para preencher uma contenção de madeira. Assim, é possível cultivar acima do nível da água.

A vantagem desse tipo de cultivo é a melhor eficiência do uso da água, cultivo constante de alimento, transformação de uma área subutilizada em um sistema de produção de alimentos, trabalho de irrigação, valorização das bordas, locais de alta riqueza e produtividade.

Por conta da quantidade de área alagada em nosso terreno, usaremos esse tipo de cultivo para a produção de arroz.

9 – Meliponário

A meliponicultura é a criação nativa de abelhas sem ferrão. Apesar da produção desse tipo de abelha ser menor quando comparada às abelhas comuns, essa espécie oferece ao projeto a polinização de muitas espécies arbóreas nativas, fornecimento de mel e própolis (em pequena escala) e a possibilidade de educação ambiental dos internos.

10 – Floresta Ombrofila densa

Dois hectares do nosso terreno são cobertos por fragmento de Floresta Ombrófila densa, caracterizada pela perenidade das folhas, devido à ausência de seca. Por ser uma das fisionomias da Mata Atlântica, vamos manter esses hectares intactos a fim de garantir a preservação do local.

11 – Pônei

A criação de pônei e mini pônei chama a atenção por suas características que facilitam o manejo. São fortes, rústicos e não precisam de grandes espaços, além de consumirem menos alimento o cavalo. Para a nossa fazenda, o pônei será utilizado como transporte dos produtos cultivados.

12 – Milho Hidropônico

O objetivo da plantação de milho hidropônico é para complementar a alimentação dos porcos, pois é um grão de alto rendimento: 1 kg de semente produz 150 kg de alimentos para animais.

13 – Plantas forrageiras 

Com a presença de diversos animais no sistema, haverá uma demanda grande de matéria vegetal para alimentação. Sendo assim, a produção de algumas plantas destinadas aos animais é muito interessante. Para a escolha das espécies foi considerado o risco de desbarrancamento, que pode ser aumentado com o plantio de árvores. Dessa forma, iremos plantar cana-de-açúcar para alimentação de porcos; capim-elefante para alimentação dos pôneis; ou feijão guandu para alimentação das galinhas; além da utilização da biomassa como cobertura do solo.

14 – Jardim de Medicinais e condimentares

O uso de plantas medicinais para o tratamento e cura de doenças vem sendo explorado há muito tempo. Além de serem de fácil acesso pela população e permitirem o preparo caseiro, elas possuem baixo custo e resgatam a cultura popular. As áreas para o plantio dessas espécies devem ser próximas às construções, principalmente da cozinha para facilitar o manejo das ervas e sua coleta.

15 – Chiqueiro 

Abrigo onde os leitões vivem nos primeiros meses de vida. Neste local, eles podem ser melhores assistidos e protegidos contra possíveis predadores presentes na mata adjacente. A cobertura fornece uma grande superfície para captação de chuva, que, armazenada, se torna uma fonte hídrica para os animais e auxilia para a limpeza do local.

16 – Canil

Além de proporcionarem maior segurança para as nossas instalações, os cachorros têm importante papel na relação com o homem, tornando-se fortes companheiros.

17 – Peixes

A piscicultura pode ter impactos no ambiente, porém a criação extensiva deles ajuda a minimizar esses impactos. Esse sistema é caracterizado pela baixa produtividade, porém exige poucos insumos e interferências no ambiente de criação, além de ser utilizado como lazer e fornecimento ocasional de carne.

18 – Viveiro

Estrutura adaptada para o desenvolvimento e germinação de plantas. É aqui que as mudas serão cuidadas até adquirirem idade e tamanho suficiente para serem plantadas. A produção de mudas no próprio sistema tem a vantagem de ser mais econômica.

19 – Meditação

Prática que, através do conjunto de uma série de técnicas, busca treinar a atenção e focalização dos praticantes.

20 – Reflorestamento

A área em torno do lago será usada para o reflorestamento, com objetivo de produção de madeira, alimentação dos peixes e conservação da biodiversidade. Nas bordas dos lagos, serão cultivadas espécies frutíferas, pois caem direto no lago, diminuindo o trabalho de alimentação dos peixes. Para a região encharcada, foi feito um levantamento de quais espécies são as mais adequadas, como branquinho, benjoeiro e copaíba.

21 – Vila dos Moradores

Área destinada ao descanso dos nossos alunos.

22 – Vila dos Cuidadores

Área destinada para o descanso dos nossos cuidadores.

23 – Área Comum

Área destinada para o convívio dos alunos e professores.